Seguindo todo o planejamento para a composição do seu projeto de interiores, após todas as etapas, inclusive escolha dos quadros, é hora de colocá-los na parede. Nesse momento, sempre surgem dúvidas de qual o melhor jeito e posicionamento. E para economizar aquela graninha para não ter que contratar um especialista, nós reunimos aqui algumas dicas que vão ajudá-lo.

Vale lembrar que não existe nenhuma regra. É super válido seguir sua intuição e ir pelo sentimento, pois o importante é se sentir bem.

TESTES

Antes de começar a furar a parede e sair bem arrependido dessa decisão, FAÇA TESTES.

Simule as formas e disposição dos quadros. Pode simular no chão, usar a mesa, ou fazer pequenos croquis para não perder as ideias instantâneas que vem à mente.

Já para a simulação real, reproduza os quadros em outra conformação, pode ser qualquer tipo papel, jornal, revista. Recorte exatamente do tamanho dos quadros e distribua conforme estava na primeira fase de simulação, utilize fitas adesivas de baixa aderência para não danificar a sua parede, a fita crepe é um bom exemplo.

Tire fotos de cada composição, e no final escolha a que mais gostou.

Ainda com cuidado para marcar a parede onde irá colocar cada quadro, utilize algum método que dê para apagar caso erre, o lápis grafite, por exemplo.

 

TÉCNICA

 O arranjo mais indicado, inclusive utilizado por galerias de arte, é posicionar os quadros a 1,60m do chão, isso porque a área proposta dará boa visibilidade para todas as pessoas, mesmo com estaturas diferentes.

Além disso, o ideal é colocar de 20cm a 25cm acima dos móveis, para evitar que alguém bata a cabeça ou aconteça algum tipo de acidente.

Para arranjos com vários quadros, situe espaço entre eles, tanto na posição vertical quanto horizontal, cerca de 3cm a 5cm,  isso criará um ambiente mais organizado e valorizará cada quadro.